Médico que ficou 18 dias intubado com Covid-19 conta que perdeu 15 kg e hoje celebra volta às corridas: ‘Passei a me exercitar mais’

Por João Souza, G1 BA


José Fabiano se recuperou da Covid-19 na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

José Fabiano se recuperou da Covid-19 na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

O médico oftalmologista José Fabiano Menezes, de 44 anos, chegou a perder quase 15 kg após ficar 18 dias intubado em um leito da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do Hospital Calixto Midlej Filho (HCMF), em Itabuna, no sul da Bahia.

Ele deixou a UTI no dia 7 de julho de 2020 e foi direto para casa. Hoje, após o susto, ele já voltou a fazer corridas e a marca anterior dos 4 quilômetros deu lugar a quase o dobro: José Fabiano se orgulha em dizer que já corre 7 km.

Entre os meses de junho e julho do ano passado, José Fabiano Menezes viveu momentos de pânico, alucinações e, nas horas de lucidez, temeu não retornar para a família. Ao todo foram 24 dias internado.

“Eu já faço atividades físicas há uns quatro anos, corria esporadicamente, na esteira, 20 minutos, aí depois que eu tive Covid-19 que eu passei a me exercitar um pouco mais. Antes [de pegar coronavírus] eu corria uns quatro quilômetros e agora consigo correr um pouco mais”, disse o médico oftalmologista.

José Fabiano fazendo fisioterapia — Foto: Arquivo Pessoal

José Fabiano fazendo fisioterapia — Foto: Arquivo Pessoal

Em entrevista ao G1, José Fabiano Menezes, que trabalha em um consultório particular, contou que usava máscaras durante os atendimentos, mas não conseguiu evitar a contaminação.

“Eu fiquei cinco dias isolado em casa, depois eu tive febre e foi constatado que eu estava com 50% de comprometimento pulmonar”, contou.

 

“Eu fui disposto a melhorar, porque com certeza, se eu demorasse de buscar o atendimento médico, eu não estaria aqui. Foi bem agudo, eu fui para o hospital na madrugada de uma sexta, no sábado eu estava na UTI e no domingo intubado”.

José Fabiano atendendo paciente em consultório — Foto: Arquivo Pessoal

José Fabiano atendendo paciente em consultório — Foto: Arquivo Pessoal

Sem comorbidades, o médico é casado com a fisioterapeuta Pollyanna Dórea, de 39 anos, e é pai de João Pedro, de 6, e Maria Clara, que tem dois anos.

As crianças não foram infectadas pela doença. Já a esposa, testou positivo, mas sentiu apenas sintomas leves.

José Fabiano, a esposa Pallyana Dórea e os filhos João Pedro e Maria Clara — Foto: Arquivo Pessoal

José Fabiano, a esposa Pallyana Dórea e os filhos João Pedro e Maria Clara — Foto: Arquivo Pessoal

José Fabiano Menezes lembra que durante o período que passou no hospital, ele chegou a pensar que talvez não voltasse para a casa em que mora. Hoje, ele curte momentos com a família, já voltou a atender no consultório e faz corridas.

“Em momentos que eu acordava, os fisioterapeutas mostravam vídeos e fotos. É uma sensação de que a gente não vai voltar para casa, muito complicado. Mas graças a Deus, apesar do meu quadro ter ficado muito grave, eu consegui voltar para casa”, disse.

Recuperação

 

Covid-19: médico chega em casa após ficar 18 dias intubado em hospital de Itabuna

Covid-19: médico chega em casa após ficar 18 dias intubado em hospital de Itabuna

O médico oftalmologista, durante o tempo que ficou internado, foi acompanhado por uma equipe multidisciplinar, incluindo a equipe de fisioterapia. Foram feitos o acompanhamento da oxigenação, além da assistência motora.

Ao G1, ele relata que no sétimo dia após deixar a unidade já estava dando os primeiros passos, e 45 dias depois estava fazendo pequenas corridas. Com 60 dias, intensificou as atividades físicas e retornou ao trabalho.

“Eu fiz a fisioterapia e foi importante nos três primeiros meses, logo depois que saí do hospital. Eu tinha aquela fisioterapia internado na UTI, mas eu fazia pouca coisa, porque estava muito debilitado. Eu tive uma perda de praticamente 15 kg, pesava 74 e cheguei a 60 kg, mas recuperei quando cheguei em casa”, disse José Fabiano Menezes.

A chegada em casa foi motivo de festa para família de José Fabiano. A volta ao trabalho também foi comemorada pelos colegas.

Do início da pandemia até sexta-feira (23), 694 pessoas se recuperaram com o auxílio de fisioterapeutas nos hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes. Segundo a Santa Casa da Misericórdia, atualmente, todos os internados recebem o suporte da fisioterapia.

Volta ao trabalho foi comemorada pelos colegas — Foto: Arquivo Pessoal

Volta ao trabalho foi comemorada pelos colegas — Foto: Arquivo Pessoal

Facebook Comments


This will close in 20 seconds